Liga e M5E pedem tempo para negociar governo na Itália

Roma, 9 Mai 2018 (AFP) - A ultradireitista Liga e o antissistema Movimento 5 Estrelas (M5E) solicitaram ao presidente da República italiana, nesta quarta-feira (9), um prazo de 24 horas para negociar a possibilidade de formar um governo.

Dois meses depois das eleições legislativas de 4 de março, as forças políticas italianas não conseguiram formar um governo, devido a uma série de vetos recíprocos. Diante disso, o presidente da República, Sergio Mattarella, propôs um gabinete "neutro" que lidere o país até dezembro para sair do bloqueio político.

Nesse contexto, os líderes da Liga, Matteo Salvini, e do M5E, Luigi Di Maio, concordaram em solicitar um prazo de 24 horas para tentar uma saída "in extremis" antes de Mattarella designar esta semana o encarregado de liderar o governo neutro.

A coalizão de direita, vencedora com 37% dos votos e liderada pela Liga, e o Movimento de 5 Estrelas (M5E, antissistema), partido mais votado com 32%, contam juntos com a maioria absoluta no Parlamento para governar.

O Partido Democrático (PD, centro-esquerda), até agora no poder e o grande derrotado nas eleições, com 19%, não está disposto a apoiar nenhuma sigla, como já afirmou em várias ocasiões.

O M5E e a Liga "informaram à Presidência da República que se está realizando uma série de discussões para chegar a um possível acordo para governar e solicitam 24 horas", indicou a Presidência em um comunicado.

A aliança entre a Liga e o M5E não foi contemplada até agora, já que os antissistema do M5E exigem da Liga que rompa sua aliança com a Forza Italia (FI), partido de Silvio Berlusconi e símbolo da velha casta corrupta que sempre criticou.

O magnata e ex-primeiro-ministro Berlusconi fez saber - por intermédio de um dos políticos mais próximos de seu partido, Giovanni Toti, atual presidente da região da Ligúria - que sua formação está disposta a se abster frente à aliança das forças antissistema.

"Falei com Berlusconi esta noite. Se nascer um governo da Liga com o M5E, não estaremos na oposição, tampouco o apoiaremos. Nós nos colocaríamos no meio", disse Toti em entrevista a uma emissora local.

Seria uma saída para o bloqueio político que daria vida, pela primeira vez, a um governo de forças antissistema na Itália.

"Estamos negociando" e "estamos otimistas", disseram diferentes fontes do M5E ao jornal "Il Fatto Quotidiano".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos