Secretário-geral da ONU denuncia aguda escalada bélica no Iêmen

Nações Unidas, Estados Unidos, 9 Mai 2018 (AFP) - O secretário-geral da ONU, António Guterres, denunciou nesta quarta-feira (9) "a recente e aguda escalada no conflito do Iêmen", depois que os ataques contra rebeldes em Sanaa se encontraram com uma tentativa de ataque dirigido contra a Arábia Saudita.

Nesta segunda-feira, a coalizão liderada pela Arábia Saudita disse que fez dois ataques aéreos contra o gabinete da presidência na capital nas mãos dos rebeldes de Iêmen, que segundo relatórios mataram seis pessoas e feriram dezenas.

Depois, na quarta-feira, as defesas aéreas da Arábia Saudita interceptaram dois mísseis balísticos sobre a capital, Riyadh, o último de uma série de ataques reivindicados pelos rebeldes no vizinho Iêmen.

Guterres está "profundamente preocupado" com os intercâmbios, indicou seu porta-voz Stephane Dujarric em um comunicado.

"O secretário-geral faz um pediu às partes para que se abstenham de uma maior escalada já que isso tem um impacto adverso nas possibilidades de paz", informou a nota.

Acrescentou que Guterres "lembra a todas as partes no conflito que devem respeitar o direito internacional humanitário, incluindo os passos para proteger os civis".

Desde novembro, os rebeldes huthis apoiados pelo Irã intensificado os ataques com mísseis em relação à vizinha a Arábia Saudita, incluindo o resgate de sua capital.

A Arábia Saudita formou uma coalizão militar para atuar no Iêmen em 2015, destinada a fazer retroceder os huthis e restaurar o governo internacionalmente reconhecido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos