Um palestino morre por disparos de soldados israelenses em Gaza

Gaza, Territórios palestinos, 11 Mai 2018 (AFP) -

Um palestino morreu por disparos de soldados israelenses durante a sétima sexta-feira consecutiva de manifestações na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza - anunciou o Ministério da Saúde local.

O homem, de 40 anos, foi atingido na altura do peito, detalhou o Ministério. Esta morte eleva para 53 o número de palestinos mortos desde 30 de março, quando começou o atual movimento de protesto nesse enclave.

Outras 18 pessoas ficaram feridas por disparos, segundo o Ministério.

Os protestos na Faixa de Gaza querem recordar a fuga dos palestinos na guerra de 1948, deixando para trás suas casas, que agora se encontram em território israelense.

Milhares de palestinos se concentraram em cinco pontos diferentes da fronteira, de acordo com um correspondente da AFP no local.

As forças israelenses responderam com bombas de gás lacrimogêneo e disparos com munição letal, de acordo com o Ministério.

Segundo o Exército israelense, cerca de 5.000 palestinos participaram dos protestos.

"Os manifestantes queimaram pneus, jogaram pedras contra a barreira de segurança e os soldados israelenses" e também lançaram artefatos incendiários, segundo o comunicado.

Os soldados israelenses dispararam "de acordo com as regras de combate", acrescentou.

O Exército israelense é acusado de usar violência excessiva nesses incidentes, e tanto a ONU como a União Europeia pediram investigações independentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos