Israel dobrará tropas em Gaza e Cisjordânia ante transferência da embaixada dos EUA

Jerusalém, 12 Mai 2018 (AFP) - O exército israelense anunciou neste sábado que dobrará suas unidades de combate em torno à Faixa de Gaza e na Cisjordânia ocupada para lidar com possíveis manifestações palestinas contra a transferência, na segunda-feira, da embaixada americana a Jerusalém.

Três brigadas de infantaria serão mobilizadas como reforço na semana que vem, duas delas em volta de Gaza e uma na Cisjordânia, o que permitirá quase dobrar o número de tropas de combate, indicou um porta-voz do exército ante a imprensa.

O anúncio não afeta Jerusalém Oriental anexada, onde a manutenção da ordem ante manifestações é responsabilidade da polícia.

O presidente americano, Donald Trump, não comparecerá à inauguração da nova embaixada em Jerusalém, mas sua filha Ivanka e seu genro e conselheiro Jared Kushner estarão presentes.

Os palestinos consideram a parte leste da cidade como sua capital, e o anúncio de Trump causou indignação. A decisão americana também foi criticada pela maior parte da comunidade internacional.

Os protestos na fronteira da Faixa de Gaza prometem ser maciços na segunda-feira, e o movimento islamita Hamas, no poder nesse enclave, afirmou que apoia qualquer tentativa dos manifestantes de romper as barreiras fronteiriças.

A aviação israelense atacou neste sábado um túnel do Hamas perto da fronteira, segundo fontes militares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos