Operação contra ex-premier da Malásia encontra bolsas repletas de dinheiro

Kuala Lumpur, 18 Mai 2018 (AFP) -

A polícia da Malásia apreendeu dezenas de bolsas de grife, muitas cheias de dinheiro e joias, durante batidas esta semana em residências e escritórios do ex-primeiro-ministro Najib Razak, no momento em que avança a investigação por acusações de corrupção.

"Nosso pessoal inspecionou as bolsas e encontrou dinheiro de diversas moedas, incluindo ringgit malaios e dólares, além de joias e relógios em 72 bolsas", disse à imprensa Amar Singh, diretor da unidade da polícia que investiga crimes comerciais.

A polícia ainda não revelou uma estimativa do valor do material apreendido.

"Fechamos as bolsas, mas sabemos que contêm dinheiro e joias", disse.

Amar Singh confirmou que a operação, na quarta-feira, aconteceu no âmbito das investigações do novo governo sobre um gigantesco escândalo de desvio de recursos públicos.

As imagens exibidas pelos canais de televisão mostram caixas de papelão e malas, lacradas com plástico, sendo carregadas para um caminhão da polícia.

De acordo com a imprensa, a polícia precisou de cinco caminhões para retirar todo o material apreendido.

O novo governo, eleito nas legislativas de 10 de maio e dirigido pelo primeiro-ministro Mahathir Mohamad, de 92 anos, anunciou que deseja recuperar o dinheiro desviado do fundo de desenvolvimento 1MDB, criado por Najib pouco depois de sua chegada ao poder, em 2009, e que hoje acumula uma dívida de 10 bilhões de euros.

O ex-premier Najib Razak, sobre o qual pesam suspeitas de desvio de 640 milhões de euros, nega qualquer crime

- Hermes e Louis Vuitton - A descoberta dos artigos de luxo é mais uma preocupação para Najib, 64 anos, que há uma semana era considerado o favorito para uma vitória eleitoral que parecia segura como líder da poderosa Frente Nacional.

A coalizão liderada por Najib, que governou o país por seis décadas, acusada de tentar manipular as urnas, foi inesperadamente derrotada por uma aliança que reuniu o sentimento contrário ao ex-premier, que teve a imagem muito abalada pelas acusações de corrupção.

Segundo Amar Singh, entre as bolsas encontradas há diversas das grifes Hermes e Louis Vuitton, entre outras.

A esposa de Najib Razak, Rosmah Mansor, é conhecida na Malásia por seus gastos extravagantes e possui uma vasta coleção de roupas e bolsas de grife compradas no exterior, algo que contribuiu para a impopularidade do antigo governo.

Sua fama contribuiu para as acusações de que o governo havia perdido contato com os problemas das pessoas de classe média.

As operações policiais alimentaram as especulações de que Najib poderia ser levado a prestar depoimento, mas não há indícios de uma detenção iminente.

Mahathir e Anwar Ibrahim, ex-líder da oposição que foi preso durante o governo de Najib e libertado na quarta-feira, afirmaram esta semana que esperam a apresentação de acusações formais contra o ex-primeiro-ministro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos