PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Papa Francisco receberá mais vítimas de pedofilia de padre chileno

22/05/2018 18h57

Cidade do Vaticano, 22 Mai 2018 (AFP) - O Papa Francisco se reunirá com um segundo grupo de vítimas do padre pedófilo chileno Fernando Karadima, anunciou o Vaticano nesta terça-feira.

Entre 1º e 3 de junho Francisco manterá no Vaticano reuniões com as vítimas de Karadima, entre eles cinco outros padres.

Todos acusam de abuso sexual o padre Karadima, que foi obrigado a se afastar em 2011 após ser declarado culpado pela Santa Sé.

"Com esta nova reunião, o Papa Francisco quer mostrar sua aproximação com os padres abusados, acompanhá-los em sua dor e escutar sua valiosa opinião para melhorar as atuais medidas preventivas e a luta contra os abusos na Igreja", destaca o Vaticano.

O anúncio ocorre após o Papa receber no final de abril no Vaticano outras três vítimas chilenas de Karadima: José Andrés Murillo, James Hamilton e Juan Carlos Cruz.

Francisco anunciou na semana passada sua disposição de adotar medidas severas, "mudanças e resoluções" dentro da Igreja do Chile para "restabelecer a justiça" na instituição, após ler um extenso relatório sobre os abusos contra crianças dirigido aos 34 bispos chilenos chamados ao Vaticano.

Os 34 bispos chilenos renunciaram na sexta-feira passada, diante dos escândalos de abusos sexuais cometidos por religiosos em seu país, em um gesto inédito na história recente da Igreja católica.

Entre os 34 bispos figuram vários acusados de encobrimento, durante décadas, dos abusos cometidos por Karadima, suspenso por toda a vida após ter admitido sua culpa, em 2011, por abusos sexuais contra menores nos anos 80 e 90.

O Papa ainda não decidiu se aceitará a renúncia dos bispos.

Internacional