PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Texas discute medidas para prevenir tiroteios em escolas

22/05/2018 21h58

Chicago, 23 Mai 2018 (AFP) - Autoridades do Texas, especialistas e políticos se reuniram nesta terça-feira (22) para debater como prevenir os tiroteios nas escolas, cinco dias depois de um adolescente matar dez pessoas após abrir fogo em uma escola de ensino médio neste estado do sul dos EUA.

O governador do Texas, o republicano Greg Abbott, encabeçou a primeira de três "mesas redondas" sobre a segurança nas escolas, com temas como regulação de armas, saúde mental e necessidades das vítimas na agenda.

O diálogo se deve ao massacre de sexta-feira passada na escola de Santa Fé, onde um adolescente armado matou oito de seus colegas e dois professores, em um novo episódio de ataque maciço a tiros - cada vez mais recorrentes - nos Estados Unidos.

"Seja republicano ou democrata... A realidade é que todos queremos que as armas fiquem fora das mãos daqueles que tentarão matar nossas crianças", disse Abbott ao inaugurar a sessão.

"A pergunta é o que faremos, nós os líderes do Texas, para prevenir que isto ocorra de novo", acrescentou o governador, que vai tentar reeleição nas votações de meio de mandato em novembro.

Entre os 23 convidados constam políticos republicanos e democratas; funcionários de educação e segurança pública; e especialistas em design de construção e no uso de armas a professores.

Segundo o jornal The Dallas Morning News, uma das propostas foi estabelecer no estado um programa de monitoramento das atividades dos estudantes nas redes sociais e criar equipes de assistência para ajudar a identificar alunos com problemas.

Apesar da iniciativa, não se espera que o Texas instaure um controle mais rígido de armas, cuja posse é vista com orgulho neste estado conservador e inclusive várias estudantes de Santa Fé rejeitaram vincular o tiroteio a normas mais estritas para o porte de armas.

"Não acho que as armas sejam o problema, penso que as pessoas são o problema", disse o estudante Alex Carvey, de 16 anos, ao canal NBC News.

Santa Fe ainda se recupera do ataque lançado por Dimitrios Pagourtzis, enquanto um policial ferido no evento continua hospitalizado em estado crítico.

Internacional