PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Diretoria de empresa russa pede demissão para evitar sanções americanas

24/05/2018 06h29

Moscou, 24 Mai 2018 (AFP) - O grupo de alumínio Rusal anunciou nesta quinta-feira a saída de sua diretora geral Alexandra Buriko e de sete integrantes do conselho de administração com a esperança de evitar as sanções americanas por seus vínculos com o bilionário Oleg Deripaska.

As medidas são parte dos "esforços da diretoria do grupo para proteger os interesses da empresa e de seus acionistas desde o anúncio das sanções pela OFAC", organismo vinculado ao Departamento do Tesouro responsável por aplicar as sanções econômicas internacionais impostas pelos Estados Unidos, afirma um comunicado divulgado pela Rusal.

Oleg Deripaska é visto em Washington como uma pessoa muito próxima ao presidente russo Vladimir Putin. Também fez negócios com Paul Manafort, que comandou a campanha presidencial de Trump e enfrenta acusações em parte vinculadas a negócios com empresas russas.

A Rusal representa 7% da produção mundial de alumínio.

gmo/all/mcj/acc/ra/fp

UNITED COMPANY RUSAL

Internacional