Dez pessoas decapitadas em ataque atribuído a islamitas em Moçambique

Maputo, 29 Mai 2018 (AFP) - Os corpos de 10 pessoas decapitadas foram encontrados no domingo no norte de Moçambique, vítimas de um ataque atribuído a um grupo islamita que teria executado vários ataques na região, informaram diversas fontes locais.

"Nós fomos informados sobre esta tragédia", disse à AFP o representante do governo no distrito de Palma, David Machimbuko, sem revelar mais detalhes.

De acordo com várias fontes locais interrogadas pela AFP, o ataque aconteceu nas primeiras horas de domingo em uma pequena localidade de Monjane, na província de Cabo Delgado, perto da fronteira.

Entre as vítimas há crianças, assim como o chefe do vilarejo, afirmou um morador que pediu anonimato.

"Eles tinham como alvo o chefe do vilarejo porque deu informações à polícia sobre o local em que o grupo estava escondido", disse à AFP outra fonte local.

O grupo islamita, conhecido como "al-shabab" ("os jovens" em árabe), se tornou conhecido em outubro quando atacou a polícia e o exército na cidade de Mocimboa da Praia.

A polícia conseguiu retomar o controle da cidade recentemente, após dois dias de combates, que terminaram com as mortes de dois agentes, um líder local e 14 "agressores".

De acordo com depoimentos ouvidos pela AFP em março, o grupo passou a atuar na região em 2014.

As autoridades afirmam há vários meses que restabeleceram a ordem na província, mas ainda acontecem ataques esporádicos atribuídos ao grupo perto de grandes reservas de gás descobertas recentemente nas costas de Moçambique.

str-pa/sd/pa/zm/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos