Ataque contra o ministério do Interior afegão em pleno Ramadã

Cabul, 30 Mai 2018 (AFP) - Um comando armado de sete a dez homens atacou nesta quarta-feira o complexo do ministério do Interior afegão em Cabul, provocando explosões e tiroteios por cerca de 90 minutos antes de ser aniquilado.

O porta-voz do ministério do Interior, Najib Daish, afirmou que "dez agressores participaram na operação e todos foram mortos" no confronto com as forças de segurança, sem conseguir entrar nos edifícios.

"Um policial foi morto e cinco ficaram feridos" durante o ataque, que não ainda tinha sido reivindicado, mais de duas horas após o início do ataque, acrescentou.

Após o ataque, as operações continuavam. "Trata-se agora de ativar os coletes suicidas encontrados nos corpos de atacantes", disse Danish, alertando que novas explosões deverão ser ouvidas.

Uma fonte das forças de segurança afirmou à AFP que "sete terroristas foram mortos e as operações de limpeza continuam para garantir que não haja mais nenhuma ameaça" no complexo do ministério, localizado a caminho do aeroporto de Cabul.

A primeira explosão foi ouvida ao meio-dia no primeiro posto de controle logo na entrada do ministério, seguido por muitos outros e por tiroteios.

As forças especiais foram imediatamente enviadas para o local e todas as estradas bloqueadas para o ministério.

Há 10 dias, o Talibã pediu que os moradores de Cabul se mantivessem distantes dos "locais militares" para "evitar baixas civis".

Segundo a missão da ONU no Afeganistão (Manua), a capital tornou-se, desde 2017, o lugar mais perigoso do país para os civis, pela multiplicação de ataques reivindicados pelo Talibã ou pelo grupo Estado Islâmico.

us-ach/jf/roc/gh/zm/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos