Bombardeio mata 12 membros de uma mesma família na Síria

Beirute, 2 Jun 2018 (AFP) - Doze civis, todos membros de uma mesma família, morreram na sexta-feira em bombardeios da coalizão internacional contra um povoado sob controle do grupo Estado Islâmico em Hidaj, no nordeste da Síria, segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Na quinta-feira, outros oito civis, entre eles três crianças, morreram nos bombardeiros atribuídos à coalizão na província de Deir Ezzor.

Na véspera, a coalizão internacional que luta contra os extremistas, liderada pelos Estados Unidos na Síria e no Iraque, reconheceu a morte de mais nove civis durante ataques aéreos, o que aumentou a cifra de falecidos para 892 em quatro anos.

A coalizão informou em comunicado que, em abril, revisou 159 relatórios de possíveis vítimas, dos quais 149 consideraram não críveis e cinco, redundantes.

"A coalizão realizou um total de 29.358 ataques entre agosto de 2014 e o final de abril de 2018", reconheceu a aliança em comunicado.

"Durante esse período, baseados na informação disponível, estima-se que ao menos 892 civis tenham sido assassinados involuntariamente pelos ataques da coalizão".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos