Funeral de socorrista morta por disparos de Israel em Gaza atrai multidão

  • Mahmud Hans/AFP Photo

    Multidão carrega o caixão da palestina Razan al-Najjar, 21, morta por disparos de soldados israelenses

    Multidão carrega o caixão da palestina Razan al-Najjar, 21, morta por disparos de soldados israelenses

Gaza, Territórios palestinos, 2 Jun 2018 (AFP) - Milhares de pessoas participaram neste sábado (2) do funeral de uma socorrista palestina voluntária morta na véspera por disparos de soldados israelenses na fronteira entre Faixa de Gaza e Israel.

Razan al-Najjar, 21, foi atingida em Khan Yunis, sul da Faixa de Gaza. Segundo o porta-voz do Ministério da Saúde daquele território palestino, ela trabalhava como voluntária e usava o uniforme branco da área de saúde.

"Equipes médicas não são um alvo", tuitou o enviado especial da ONU para o Oriente Médio, Nickolay Mladenov, pedindo que Israel moderasse "seu uso da força", e ao movimento islamita Hamas, que governa a Faixa de Gaza, que evitasse "os incidentes" na fronteira.

Equipes médicas de Gaza participaram do funeral da jovem, em que o pai da vítima mostrou o uniforme da filha empapado de sangue.

O corpo foi enterrado aos gritos de "Com nosso sangue e nossa alma, nos sacrificaremos por ti, Razan", e com chamados pela continuação dos protestos na fronteira com Israel.

A morte de Razan eleva a 123 o número de palestinos mortos por soldados israelenses desde o começo do movimento de protesto, há dois meses.

A Sociedade de Emergências Médicas palestina informou que a mulher morreu "quando tentava prestar primeiros socorros aos manifestantes".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos