Novos protestos da Nicarágua deixam pelo menos um morto

Manágua, 2 Jun 2018 (AFP) - Pelo menos um morto, vários feridos, detidos e danos à propriedade foram registrados neste sábado na cidade nicaraguense de Masaya, nos confrontos entre manifestantes e policiais antidistúrbios, segundo um organismo de direitos humanos.

"Há um morto, feridos, detidos. Estamos em fogo cruzado", disse à AFP o presidente da Associação Nicaraguense de Proteção a Direitos Humanos (ANPDH), Álvaro Leiva.

Os distúrbios foram registrados nas primeiras horas do sábado, quando as forças de ordem e civis tentavam desbloquear ruas nessa cidade, 30 quilômetros de Manágua.

Leiva informou que se coordenava com as autoridades a libertação de 22 pessoas que foram detidas embora não participassem dos protestos.

Desde uma caminhonete houve um "ataque com disparos a barricadas" localizadas no parque San Miguel e os que estavam ali responderam com morteiros, conseguindo que os atiradores se retirassem, segundo um testemunho de um morador por Whatsapp.

Também foram ouvidos disparos de morteiros artesanais e tiros. Foram lançadas bombas de gás lacrimogêneo, constatou uma equipe da AFP em Masaya, enquanto a população advertia sobre "um francotirador posicionado" no parque.

A população organizou a autodefesa da cidade com barricadas. O sino da igreja alerta os vizinhos de ataques de grupos de choque aliados ao governo e forças antidistúrbios.

Masaya, uma das cidades mais povoadas da Nicarágua, sofreu dois ataques de grupos de choque aliados ao governo e de forças antidistúrbios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos