PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Termina rebelião em prisão venezuelana

26/06/2018 19h38

Caracas, 26 Jun 2018 (AFP) - Um grupo de presos manteve nesta terça-feira como reféns cerca de 30 pessoas em uma prisão da cidade venezuelana de Cumaná (nordeste), em uma rebelião que acabou sem deixar vítimas, informaram as autoridades no final da tarde.

Os presos controlavam desde segunda-feira o Internado Judicial de Cumaná, impedindo a saída de guardas, equipe administrativa e professores que davam aulas no presídio.

"Resolvida a situação de indisciplina no Internato Judicial de Cumaná, revoltosos serão transferidos", anunciou no Twitter a ministra do Serviço Penitenciário, Iris Varela.

Os detentos exigiam "transferências a outros presídios, protestavam contra o atraso processual e exigiam uma alimentação adequada", segundo a ONG Uma Janela à Liberdade.

As prisões venezuelanas são consideradas entre as mais violentas da região, com pelo menos 400 mortes desde 2011, segundo dados oficiais e de ONG de direitos humanos.

Internacional