PUBLICIDADE
Topo

Ministro de Trabalho renuncia sob suspeita de fraude

05/07/2018 20h42

Brasília, 5 Jul 2018 (AFP) - O ministro do Trabalho, Helton Yomura (PTB), apresentou sua renúncia nesta quinta-feira, após ter sido afastado de seu cargo por ordem do Supremo Tribunal com base em uma investigação sobre fraudes no sistema de registro de sindicatos.

O presidente Michel Temer "recebeu e aceitou o pedido de renúncia do ministro do Trabalho e agradeceu sua dedicação à frente da pasta", informou a Presidência.

Yomura se viu envolvido na terceira fase da operação 'Registro Espúrio' e com a decisão do Supremo de suspendê-lo, foi levado à sede da Polícia Federal em Brasília para prestar depoimento.

"Jamais pratiquei qualquer ato ilícito ou irregularidade nos cargos que ocupei no ministério", disse Yomura na carta de renúncia entregue a Temer, segundo o jornal O Globo.

A operação 'Registro Espúrio' foi deflagrada em 30 de maio passado, para investigar uma suposta organização criminosa integrada por políticos e funcionários que estariam manipulando os processos de inscrição de sindicatos no ministério do Trabalho.

Yomura assumiu o ministério do Trabalho interinamente em janeiro e, definitivamente em abril, após a deputada Cristiane Brasil (PTB), designada por Temer, ser impedida de tomar posse por uma ação popular por responder a processos trabalhistas envolvendo dois motoristas que trabalharam para ela sem registro.

jm-csc/lr