PUBLICIDADE
Topo

Internacional

ONG da Nicarágua obtém Prêmio Franco-Alemão de Direitos Humanos

06/07/2018 19h09

Manágua, 6 Jul 2018 (AFP) - A ONG Associação Nicaraguense pró-Direitos Humanos (ANPDH), que denunciou os abusos das forças do governo em protestos que em dois meses e meio deixa um balanço de mais de 230 mortos, recebeu o Prêmio Franco-Alemão de Direitos Humanos, anunciou a embaixada francesa nesta sexta-feira (6).

A distinção significa "mais compromisso, responsabilidade e resposta em defesa da vida e dos direitos dos nicaraguenses", disse o secretário da ANPDH, Álvaro Leiva.

Com uma bandeira branca, Leiva se dedicou a percorrer as barricadas, entre balas e detonações de morteiros para interceder pelas vítimas da repressão, desde em 18 de abril começaram os protestos contra o governo do presidente Daniel Ortega.

As ações da ANPDH permitiram a libertação de 246 pessoas detidas por participarem dos protestos contra o governo.

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) outorgou medidas cautelares para Leiva e sua família durante a atual crise vivida pelo país.

A ANPDH foi fundada em 1983 e funciona com uma rede de voluntários em todo o país.

O prêmio inclui uma viagem para França e Alemanha para uma troca de experiência com instituições e organismos da sociedade civil vinculados ao campo de direitos humanos.

O prêmio será entregue na próxima quinta-feira pelos embaixadores de França, Philippe Létrilliart, e Alemanha, Ute Königíses.

Internacional