PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Justiça alemã absolve ex-militar acusado de atentado racista em 2000

31/07/2018 06h45

Düsseldorf, Alemanha, 31 Jul 2018 (AFP) - O único suspeito de um atentado racista cometido com uma bomba na Alemanha em julho del 2000, julgado 18 anos depois dos fatos, foi absolvido, anunciou nesta terça-feira o tribunal de Dusseldorf.

Ralf Spies era acusado de ter cometido o atentado contra pessoas procedentes de países da ex-União Soviética que deixou 10 feridos, incluindo seis judeus.

Uma das vítimas, de nacionalidade ucraniana, grávida de cinco meses, perdeu o bebê que esperava.

Spies, um ex-militar que sempre negou ter cometido o atentado, corria o risco de uma condenação à prisão perpétua.

Internacional