PUBLICIDADE
Topo

Navio-tanque desaparece com 17 tripulantes na costa do Gabão

21/08/2018 14h14

Libreville, 21 Ago 2018 (AFP) - Um navio-tanque com bandeira panamenha e 17 tripulantes da Geórgia desapareceu há uma semana na costa do Gabão, informaram à AFP nesta terça-feira fontes militares.

O Pantalena, um navio de 121 m de comprimento, "desapareceu dos radares" em 14 de agosto. Sua última localização conhecida foi "entre as águas do Gabão e São Tomé e Príncipe", de acordo com fontes militares regionais.

O Ministério das Relações Exteriores da Geórgia confirmou em Tbilisi a nacionalidade da tripulação do navio.

O navio, construído em 2006 e com capacidade para 7.000 toneladas, pertence à empresa grega Lotus Shipping, que lançou uma operação de busca em conjunto com "as forças marítimas regionais e do Reino Unido (UKMTO), em coordenação com as autoridades georgianas", de acordo com a declaração de Tbilisi.

O Pantelena "cortou o sistema de baliza que emite sua posição", segundo uma fonte militar regional, que disse que "a primeira coisa que os piratas fazem quando embarcam num navio é cortar essa baliza".

A Marinha gabonesa indicou que recebeu um aviso de outro navio que estava nas proximidades de Port Gentil, onde "a segurança marítima foi reforçada".

São Tomé e Príncipe também lançou operações de busca, disse à AFP o comandante da guarda costeira do arquipélago, João Indalecio.

O Golfo da Guiné tornou-se um foco de pirataria marítima, de acordo com o Bureau Marítimo Internacional.