PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Chefe jihadista ordena que rebeldes sírios não negociem com Damasco

22/08/2018 10h08

Beirute, 22 Ago 2018 (AFP) - O grupo jihadista Hayat Tahrir Al Sham advertiu nesta quarta-feira às formações rebeldes presentes na província síria de Idlib para que não negociem com Damasco, como aconteceu com os acordos obtidos em outros redutos insurgentes.

A advertência de Mohamad Al Julani, chefe do grupo que controla grande parte da província, coincide com os preparativos do regime de Bashar Al Asad para uma ofensiva contra este grande reduto insurgente.

Situada no noroeste da Síria, a região é fronteiriça com a Turquia e está controla em 60% por Hayat Tahrir Al Sham (HTS, formado por membros da antiga facção da Al-Qaeda na Síria).

"As armas da revolução e da Jihad (...) não podem ser alvo de comércio e nunca serão objeto de negociações", lançou Julani em um vídeo postado em contas do grupo no Telegram.

A província de Idlib, dominada pelo HTS, também conta com uma variedade de facções rebeldes, a maior parte das quais agrupadas na coalizão "Frente de Libertação Nacional", formada no início de agosto e que conta como apoio da Turquia.

Internacional