PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Defesa de Kirchner avalia pedir acompanhamento da CIDH em processo judicial

28/08/2018 20h27

Buenos Aires, 28 Ago 2018 (AFP) - A defesa da senadora e ex-presidente argentina Cristina Kirchner avalia pedir que observadores da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) acompanhem o processo judicial da qual é alvo por suposta corrupção, anunciou um de seus advogados, Gregorio Dalbón.

"Poderemos solicitar à CIDH a possibilidade de envio de observadores com a finalidade de assegurar a presença de um organismo internacional nas investigações que estão fazendo contra a ex-presidente de forma irregular, violando todos os procedimentos legais, inclusive tratados internacionais como o Pacto de San José da Costa Rica", disse Dalbón nesta terça-feira à AFP.

O advogado se referiu em particular à revista do apartamento de Kirchner em Buenos Aires na semana passada, durante a qual não se permitiu a permanência de outro advogado da ex-presidente, Carlos Beraldi.

"De um ou outro modo estão violando os direitos humanos e o devido processo, ao não permitir ao meu colega doutor Beraldi estar no apartamento durante a revista".

Beraldi já denunciou por abuso de autoridade e prevaricação o juiz Claudio Bonadio, encarregado do caso que envolve Kirchner e outros ex-funcionários e é conhecido como "Cadernos da Corrupção".

Internacional