PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Google nega acusações de Trump de 'manipulação política'

O presidente norte-americano Donald Trump acusa o Google de manipular resultados com seu nome. A empresa nega - Reprodução/Na Telinha/UOL
O presidente norte-americano Donald Trump acusa o Google de manipular resultados com seu nome. A empresa nega Imagem: Reprodução/Na Telinha/UOL

Washington

28/08/2018 15h43

O Google negou enfaticamente nesta terça-feira (28) as acusações do presidente norte-americano Donald Trump de que sua ferramenta de busca de notícias tenha sido programada para "manipular uma opinião política" e suprimir as vozes conservadoras e histórias positivas sobre sua administração.

"A busca não é utilizada para estabelecer uma agenda política e não manipulamos nossos resultados em relação à nenhuma ideologia política", afirmou um porta-voz do Google em um e-mail depois das declarações do presidente norte-americano.

"Todos os anos, realizamos centenas de melhorias em nossos algoritmos para garantir que eles exibam conteúdos de alta qualidade em resposta às consultas dos usuários. Trabalhamos continuamente para melhorar a pesquisa do Google e nunca classificamos os resultados da pesquisa para manipular o sentimento político."

Donald Trump afirmou mais cedo que os resultados do Google são "manipulados" porque pesquisas com seu nome viriam atreladas a resultados negativos, questionando a legalidade da situação.

Nos últimos dias, o presidente norte-americano vem atacando gigantes da mídia social dos EUA por supostamente censurarem vozes conservadoras, uma alegação sem fundamentos, mas amplamente aceita por seus seguidores.

"Os resultados de pesquisa no Google para 'Trump Notícias' mostram apenas a exibição/divulgação de uma Mídia de Fake News", afirmou o presidente no Twitter.

"Em outras palavras, eles MANIPULAM sobre mim e sobre outros, de modo que quase todas as histórias e notícias são RUINS. A fake CNN é proeminente nisso. A Mídia Justa republicana/conservadora está excluída. Ilegal?"

De acordo com Trump, "96% dos resultados da 'Trump Notícias' são da Mída Nacional de Esquerda", que ele descreve como algo "muito perigoso".

"O Google e outros estão suprimindo as vozes de conservadoras e escondendo informações e notícias que são boas. Eles estão controlando o que podemos e não podemos ver. Essa é uma situação muito séria - será abordada!".

Internacional