PUBLICIDADE
Topo

Ao menos 10 foguetes disparados para Israel; 5 palestinos mortos em confrontos

26/10/2018 19h34

Gaza, Territórios palestinos, 26 Out 2018 (AFP) - Pelo menos 10 foguetes foram disparados da Faixa de Gaza na direção do sul de Israel na noite desta sexta-feira (26), indicaram militares israelenses, horas depois de soldados israelenses matarem cinco palestinos no enclave e na Cisjordânia ocupada.

O ataque com foguetes, o mais importante nos últimos meses, e os confrontos fatais na fronteira ocorrem apesar do progresso nas negociações impulsionadas pelo Egito e pela ONU para pôr fim aos protestos violentos na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza, iniciados no final de março.

As Forças Armadas israelenses registraram de "10 a 12 lançamentos da Faixa de Gaza em direção a Israel". A defesa antiaérea israelense "interceptou vários lançamentos", indicaram em um comunicado.

Do lado israelense não foram indicados imediatamente danos ou vítimas. Da mesma forma, nenhum grupo palestino reivindicou a responsabilidade pelo ataque.

Horas antes, cinco palestinos de entre 22 e 27 anos morreram em diferentes confrontos perto da cerca fronteiriça, indicou o Ministério da Saúde de Gaza.

Helicópteros e aviões israelenses atacaram depois três bases do movimento islâmico Hamas no norte de Gaza, sem deixar vítimas, indicaram os militares israelenses e as testemunhas.

Os militares israelenses não comentaram os mortos palestinos, mas disseram que cerca de 16 mil pessoas se manifestaram ao longo da cerca da fronteira, alguns queimando pneus ou atirando pedras, bombas incendiárias e granadas contra os soldados.

Segundo um porta-voz militar, as tropas israelenses "responderam usando meios antidistúrbios".

Soldados israelenses mataram três palestinos a leste de Khan Yunis, no sul da Faixa de Gaza, e um a leste de Jabalya, no norte do enclave, segundo o Ministério de Gaza.

Um quinto palestino foi morto acidentalmente pela explosão de uma granada de mão que carregava consigo em Bureij (centro), de acordo com testemunhas.

- Um morto na Cisjordânia ocupada -Em outro incidente na Cisjordânia ocupada, militares israelenses mataram nesta sexta-feira um palestino de 33 anos e feriram outro com um disparo na cabeça, que se encontra em estado grave, indicou o Ministério da Saúde em Ramallah.

Segundo testemunhas, grupos de palestinos começaram a protestar lançando pedras quando um grupo de colonos israelenses chegou para visitar um local perto da cidade de Al-Mazraa al-Gharbiya, na Cisjordânia ocupada.

Os militares israelenses afirmaram que "dezenas de manifestantes palestinos soltaram fogos de artifício e atiraram pedras" contra as forças israelenses e a polícia perto das ruínas de Nahalin, no noroeste de Ramallah.

Os israelenses "responderam com os meios de dispersão antidistúrbios e dispararam conforme os procedimentos operacionais regulares", disse um porta-voz, detalhando que estavam cientes das informações que falam em um morto e um ferido.