PUBLICIDADE
Topo

Cerca de 30 baleias achadas mortas em praia da Austrália

28/11/2018 12h32

Melbourne, 28 Nov 2018 (AFP) - Vinte e oito baleias foram encontradas mortas em uma praia no sudeste da Austrália, anunciaram autoridades na quarta-feira, alguns dias depois de um encalhe em massa de cetáceos igualmente inexplicável na Nova Zelândia.

O piloto de um avião particular que sobrevoava o Parque Nacional de Croajingolong, no estado de Victoria, informou na terça-feira ter avistado baleias encalhadas na praia.

As autoridades do parque se dirigiram imediatamente à praia, e viram que cinco cetáceos ainda estavam vivos. Quando voltaram nesta quarta-feira, todos haviam morrido.

Os especialistas acreditam que a única baleia corcunda do grupo encalhou muitas das demais, todas baleias-piloto.

Gail Wright, da administração do Victoria Parks, disse que estão analisando amostras na esperança de entender as razões para esse encalhe em massa.

"É um grande mistério. Não sabemos o que causa isso", afirmou, acrescentando que, em quantidade, este foi provavelmente o maior encalhe nesta área da Austrália desde os anos 80.

No sábado, foram descobertas 145 baleias-piloto em uma praia da Ilha Stewart, no sul da Nova Zelândia.

Metade dos cetáceos, que ainda viviam, teve que ser sacrificado por causa da dificuldade de retirá-los de onde estavam para devolvê-los ao mar.

As causas precisas do encalhe são desconhecidas. Pode ser por causa de doenças, erros de navegação, baixa da maré, mau tempo ou ameaças de predadores.

arb-dm/jac/ra/es/cn