Topo

Paris retirará a cidadania honorária de líder birmanesa

2018-11-30T13:33:00

30/11/2018 13h33

Paris, 30 Nov 2018 (AFP) - A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, decidiu retirar a cidadania honorária concedida a Aung San Suu Kii, um gesto "sem precedentes" e motivado pelo silêncio da líder birmanesa sobre a violência contra a minoria Rohingya, anunciou uma porta-voz nesta sexta-feira.

"Devido às múltiplas violações dos direitos humanos observadas em Mianmar e à violência e perseguição cometidas pelas forças de segurança birmanesas contra a minoria Rohingya, que a ONU descreveu como genocídio, a prefeita de Paris proporá a retirada da Cidadania de Honra concedida, em 2004 para Aung San Suu Kyi ", afirmou a fonte.

A medida será formalizada durante o próximo conselho de Paris em 10 de dezembro.

"É um forte gesto simbólico, sem precedentes na história da Cidadania de Honra na cidade de Paris", disse Patrick Klugman, vice-prefeito encarregado das relações internacionais.

Ele também lamentou "o silêncio intolerável e incompreensível" da líder birmanesa.

Mais de 700.000 Rohingyas fugiram dos abusos das milícias militares e budistas birmanesas em 2017 e se refugiaram em Bangladesh, onde vivem em enormes acampamentos.

Mais Internacional