Topo

Trem sul-coreano cruza fronteira com a Coreia do Norte em prenúncio de reconexão ferroviária

Chung Sung-Jun/Reuters
Trem sul-coreano passa pela zona desmilitarizada rumo à Coreia do Norte Imagem: Chung Sung-Jun/Reuters

Em Seul

30/11/2018 07h07

Um trem com engenheiros e autoridades sul-coreanas a bordo iniciou nesta sexta-feira uma viagem excepcional à Coreia do Norte para realizar um estudo sobre a possível reconexão das linhas ferroviárias de ambos os países.

Trabalhar para recuperar as conexões entre o Norte e o Sul da península era um dos objetivos anunciados pelo presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, ao fim da primeira cúpula, em abril.

Unir ambas as redes e modernizar as antigas vias norte-coreanas seria uma mudança importante para a península, onde as comunicações civis diretas - incluindo os correios - estão rigorosamente vetadas desde a divisão da península, firmada no armistício de 1953.

É a primeira vez em uma década que um trem sul-coreano passa para o Norte.

Em imagens de televisão, um trem vermelho, branco e azul é visto saindo da estação sul-coreana de Dorasan, no oeste da península, perto da Zona Desmilitarizada (DMZ) que separa as duas Coreias.

"A reconexão das linhas ferroviárias indica o início de uma era de co-prosperidade entre o Norte e o Sul", declarou a ministra sul-coreana do Transporte, Kim Hyun-mee.

No trem viajaram 28 sul-coreanos, incluindo engenheros, assim como 55 toneladas de combustível e um gerador.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber