Topo

O fiel cão de George H.W. Bush o acompanha na última viagem a Washington

03/12/2018 19h22

Washington, 3 dez 2018 (AFP) - Um presidente dos Estados Unidos disse certa vez que a melhor forma de ter um amigo em Washington é conseguindo um cachorro. Sully, o fiel cão do 41º líder do país, George H.W. Bush, voltou nesta segunda-feira à capital federal com seu falecido dono.

Com um peitoral com as cores da bandeira americana, o labrador caramelo foi levado a uma pista de pouso em Houston, Texas, para acompanhar o caixão de seu dono a bordo do avião presidencial, o Air Force One, emprestado por Donald Trump.

"Missão cumprida", tuitou Jim McGrath, porta-voz da família Bush, junto à hashtag #Recordando41 e uma foto de Sully sobre o caixão do ex-presidente, falecido na sexta-feira aos 94 anos.

Treinado para auxiliar veteranos, Sully, de dois anos, acompanha Bush desde junho, após a morte de Barbara, com quem esteve casado durante 73 anos.

O filho de Bush e 43º presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, divulgou a mesma foto no Instagram com uma mensagem que anunciava a chegada de Sully ao Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, em Maryland, na região de Washington DC.

"Apesar da saudade que nossa família sentirá deste cão, nos reconforta saber que trará a mesma alegria a seu novo lar, o Walter Reed", escreveu Bush.

Sully tem o nome do piloto Chesley "Sully" Sullenberger III, que ficou famoso por fazer um pouso de emergência no rio Hudson, em Nova York, com um avião de passageiros em 2009.

O cachorro se tornou uma estrela na Internet e sua conta no Instagram - com 123 mil seguidores - o descreve como "um labrador muito amável e gentil", um trocadilho com o discurso de Bush de 1988 defendendo "uma nação mais amável e gentil".