Topo

Papa pede 'retomada do processo de paz' entre Israel e palestinos

03/12/2018 15h31

Cidade do Vaticano, 3 dez 2018 (AFP) - O papa Francisco pediu a "retomada do processo de paz" entre Israel e os palestinos, durante uma visita ao Vaticano do presidente palestino, Mahmud Abbas, nesta segunda-feira (3), disse a Santa Sé.

Ele abordou "o caminho para a reconciliação dentro do povo palestino, assim como os esforços para retomar o processo de paz entre Israel e os palestinos e para alcançar uma solução de dois Estados", informou o Vaticano em uma nota.

Durante as "conversas cordiais", foi destacado também "o papel positivo dos cristãos na sociedade palestina" e "foi dada atenção especial a status de Jerusalém, destacando a importância de reconhecer e preservar sua identidade e o valor universal da Cidade Santa para as três religiões", afirmou o comunicado.

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, considera que o reconhecimento pelos Estados Unidos de Jerusalém como a capital de Israel, o fechamento do escritório da Organização para Libertação da Palestina (OLP) em Washington e o fim da ajuda dos EUA para refugiados palestinos colocam a causa palestina em dificuldades.

Os líderes palestinos acreditam que a administração de Trump se mostra claramente a favor de Israel.

O papa conversou durante 20 minutos com o líder palestino em sua biblioteca com a ajuda de um tradutor religioso.

"Não falo árabe", reconheceu o papa antes de iniciar o encontro.

O pontífice e o presidente palestino abordaram outros conflitos que afetam o Oriente Médio e "a urgência de incentivar os caminhos da paz e do diálogo, com a contribuição das comunidades religiosas, para combater todas as formas de conflito".

Na porta, ante os jornalistas presentes, Abbas disse adeus ao pontífice com a frase "contamos com você".

Posteriormente, Abbas se reuniu com o secretário de Relações com os Estados, Paul Gallagher.