Topo

Bruxelas destina EUR 20 milhões para enfrentar crise na Venezuela

04/12/2018 11h22

Bruxelas, 4 dez 2018 (AFP) - A Comissão Europeia anunciou nesta terça-feira que vai destinar 20 milhões de euros (22,8 milhões de dólares) para atender os migrantes venezuelanos que fogem da crise econômica no país.

"Eu vi a angústia e o sofrimento de muitos venezuelanos, que se viram obrigados a abandonar suas casas pela crise", afirmou o comissário europeu de Ajuda Humanitária, Christos Stylianides, em um comunicado.

A ajuda europeia, que se une aos 35 milhões de euros anunciados em junho, se concentra em assistência de saúde de emergência, ajuda alimentar, alojamento e proteção das famílias mais vulneráveis e acontecerá por meio dos "sócios" da Comissão na região.

De acordo com os números da ONU, desde 2015 pelo menos 2,3 milhões de pessoas deixaram a Venezuela, fugindo da grave crise econômica e política do país.

Colômbia, Peru e Equador são os países que mais recebem migrantes venezuelanos, que fogem da escassez de alimentos e remédios, além da violência.

A UE, que impôs sanções a 18 funcionários venezuelanos e um embargo de armas ao governo venezuelano de Nicolás Maduro, expressa de modo reiterado a preocupação com a situação no país e agora busca criar um "grupo de contato" internacional para promover uma solução negociada na Venezuela.