PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Suprema Corte dos EUA barra tentativa de Trump de restringir refúgio

21/12/2018 22h30

Washington, 22 dez 2018 (AFP) - A Suprema Corte dos Estados Unidos barrou nesta sexta-feira a tentativa do presidente Donald Trump de reprimir a imigração irregular negando pedidos de refúgio de imigrantes que entraram ilegalmente no país.

A Suprema Corte se negou a derrubar o bloqueio do tribunal federal de recursos de San Francisco à ordem executiva de Trump para recusar automaticamente as solicitações de refúgio dos imigrantes que cruzam a fronteira dos Estados Unidos a partir do México.

A corte não comentou a decisão, mas ressaltou que quatro dos nove juízes foram favoráveis a suspender o bloqueio do tribunal federal e a permitir que Trump faça cumprir a proibição.

Em 9 de novembro, Trump assinou a ordem executiva que pretendia conter o fluxo de imigrantes, especialmente vindos de Guatemala, Honduras e El Salvador, que tentavam entrar nos Estados Unidos de modo irregular.

Muitos deles solicitam refúgio pela violência generalizada e pela pobreza em seus países de origem.

A ordem de Trump foi questionada imediatamente por grupos de direitos humanos que asseguraram que a medida violava padrões internacionais e leis americanas sobre refúgio.

Um tribunal estabeleceu a suspensão da ordem executiva, que depois foi confirmada por um tribunal de segunda instância.

A sentença desta sexta-feira do Supremo afirma que não se pode fazer distinção entre os imigrantes com base em como entraram no país.

pmh/jh/mps/gm/cc

Internacional