Topo

Curdos anunciam captura na Síria de jihadistas estrangeiros

2019-01-09T13:35:00

09/01/2019 13h35

Beirute, 9 Jan 2019 (AFP) - Oito supostos jihadistas estrangeiros do grupo Estado Islâmico (EI), entre eles um americano de 16 anos e um alemão, foram capturados pela principal milícia curda na Síria, as Unidades de Proteção do Povo (YPG).

"Oito terroristas do Daesh foram capturados nas operações lançadas por nossas forças especiais em 6 e 7 de janeiro", declararam as YPG em um comunicado, usando a sigla em árabe do EI.

Segundo a milícia curda, os outros seis capturados são dois uzbeques, um russo, um ucraniano, um tajique e um cazaque.

Na segunda-feira, as Forças Democráticas Sírias (FDS), das quais as YPG são sua espinha dorsal, já haviam anunciado a prisão de cinco estrangeiros que, de acordo com eles, se juntaram ao EI na Síria, incluindo dois americanos e um irlandês.

Segundo as autoridades curdas, cerca de mil supostos jihadistas, além de 550 mulheres e cerca de 1.200 crianças de suas famílias, todos estrangeiros, estão nas mãos das forças curdas.

Em setembro, as FDS, apoiadas por uma coalizão internacional antijihadista liderada por Washington, lançaram uma ofensiva contra o último reduto do EI no leste da Síria.

Após numerosas derrotas e mortíferos contra-ataques dos jihadistas, as milícias árabes-curdas avançaram no terreno, encurralando os últimos combatentes do EI em um território cada vez menor.

bek-ah/iw/pa/age/mb/mr