PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Filha de juiz peruano que enviou Keiko Fujimori à prisão está desaparecida

30/01/2019 00h31

Lima, 30 Jan 2019 (AFP) - Uma filha de 13 anos do juiz peruano Richard Concepción Carhuancho, que enviou a líder da oposição Keiko Fujimori para a prisão, está desaparecida desde a noite de segunda-feira, disse a polícia na terça-feira.

A menina "deixou a casa dela em aproximadamente 23:00 em 28 de janeiro de 2019 com um endereço desconhecido", disse a polícia, publicando uma "nota de advertência" para o desaparecimento.

O incidente foi denunciado à polícia pela esposa do juiz, Yusbelda Alvarado, e confirmado pelo próprio Carhuancho ao jornal de Lima, La República.

"Nós determinamos, com as investigações preliminares, que a menor não foi vítima de sequestro ou outro crime, o menor saiu de sua própria pessoa", disse Oscar González Rabanal à rádio RPP.

Existe a possibilidade de que a menor tenha saído de Lima", disse o chefe de polícia.

Carhuancho, 47 anos, pai de dois filhos, é o juiz mais popular do Peru muito antes de mandar Keiko para a prisão há três meses. Ele deixou o anonimato justamente por causa do escândalo dos dons da Odebrecht para políticos e autoridades peruanas.

Paralelamente às investigações policiais, uma campanha de busca pela garota foi lançada nas redes sociais.

cm-fj/gm/cc

Internacional