PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Brexit pode ser adiado para adotar legislação, diz ministro

31/01/2019 13h36

Londres, 31 Jan 2019 (AFP) - O ministro britânico de Relações Exteriores, Jeremy Hunt, não descartou, nesta quinta-feira (31), um adiamento do Brexit para permitir que sejam votadas leis necessárias a sua aplicação, caso um acordo seja aprovado tardiamente.

"É certo que se acabamos aprovando um acordo nos dias anteriores a 29 de março (data prevista para a saída), poderíamos precisar de mais tempo para adotar a legislação necessária", admitiu Hunt à rádio BBC 4.

"Mas se conseguirmos avançar antes, então pode não ser necessário", declarou.

A menos de dois meses da data prevista para a saída britânica da União Europeia, "não podemos saber, neste momento, qual cenário pode acontecer", destacou.

Se o Reino Unido pedir uma ampliação do prazo previsto, ela deveria ser aprovadas pelos outros 27 países da UE.

Das 13 leis que devem ser adotadas antes do Brexit, cinco já foram promulgadas e oito ainda precisam ser votadas, segundo dados compilados pelo centro de pesquisa britânico Institute for Government.

No caso de algumas das leis pendentes - entre elas, as que dizem respeito ao meio ambiente e aos direitos dos animais -, o debate sequer começou.

mpa/acc/zm/ll

Internacional