PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Chapo Guzmán pretende pedir novo julgamento nos EUA, diz seu advogado

22/02/2019 16h56

Nova York, 22 Fev 2019 (AFP) - O ex-líder do cartel de Sinaloa, Joaquín "Chapo" Guzmán, condenado por tráfico de mais de 150 toneladas de drogas para os Estados Unidos após um julgamento de mais de três meses em Nova York, pretende pedir um novo julgamento, anunciou seu advogado, Eduardo Balarezo.

"O senhor Guzmán planeja apresentar uma moção para um novo julgamento baseado nas revelações" da Vice News, escreveu Balarezo em uma carta escrita ao juiz que presidiu o caso, Brian Cogan.

A Vice News entrevistou em uma chamada de vídeo um dos 18 jurados anônimos do processo, que disse que vários integrantes do júri consultaram a cobertura do caso na imprensa e nas redes sociais durante o julgamento, violando as regras.

A pessoa que contactou a Vice News falou na condição de anonimato e o jornalista não especificou se é homem ou mulher, se é um dos 12 jurados titulares ou dos seis suplentes.

O traficante mexicano, que pode pegar prisão perpétua por seus crimes, também pedirá uma audiência para "determinar a extensão da má conduta" dos 12 responsáveis e dos seis substitutos, disse seu advogado.

A carta de Balarezo pede ao juiz Cogan que o prazo de 14 dias para solicitar um novo julgamento após o veredito seja estendido para 30 dias a partir de 26 de fevereiro.

Chapo Guzmán, de 61 anos, foi considerado culpado em 12 de fevereiro dos 10 crimes de tráfico de drogas, uso de armas de fogo e lavagem de dinheiro pelos quais foi acusado. Sua sentença está marcada para 25 de junho.

lbc/gma/cc/mvv

Internacional