PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Exército dos EUA mata cinco islamitas em ataque lançado na Somália

25/02/2019 19h37

Washington, 25 Fev 2019 (AFP) - As forças americanas executaram um ataque aéreo na Somália no qual morreram 35 militantes do grupo armado islamita Al Shabab, informaram funcionários do governo nesta segunda-feira (25), na última de uma série de incursões contra esta afiliada da rede Al-Qaeda.

O ataque, que ocorreu no domingo na área de Beledweyne, a centenas de quilômetros da capital, Mogadíscio, "não matou nem feriu civis", disse o comando militar dos EUA na África (Africom).

"Continuamos a apoiar nossos parceiros somalis, especialmente quando suas operações nos dão a oportunidade de atacar o Al Shabab", disse o general Gregg Olson, diretor de operações da Africom.

Os americanos atacaram os combatentes "já que eles estavam de passagem entre localizações em uma área rural".

"No caso desse ataque, interrompemos uma tentativa do Al Shabab de concentrar suas forças", disse o general Olson em um comunicado.

Embora não especificado, tais ataques aéreos na Somália são tradicionalmente realizados por drones armados.

Além disso, a declaração acrescentou que "é parte de um esforço maior para apoiar o governo somali, já que aumenta sua pressão sobre a rede terrorista e seus esforços de recrutamento na região".

Os combatentes do Al Shabab foram expulsos da capital da Somália em 2011 e, posteriormente, de outras cidades e vilarejos, pelas tropas da União Africana - presentes desde 2007.

Os Estados Unidos apoiam a luta contra esse grupo islâmico lançada pelo governo federal somali e pelas forças da União Africana. Desde que o presidente Donald Trump assumiu o cargo em 2017, seus ataques aumentaram, pela flexibilização das restrições militares em ações contra grupos considerados terroristas.

sl/leo/llu/lda/cc/mvv

Internacional