PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Grupo do presidente senegalês, Macky Sall, reivindica sua reeleição

25/02/2019 00h06

Dacar, 25 Fev 2019 (AFP) - Apoiadores do presidente em fim de mandato do Senegal, Macky Sall, reivindicou sua vitória no primeiro turno das eleições presidenciais deste domingo (24), por meio do primeiro-ministro, Mahammed Boun Abdallah Dionne.

"Os resultados nos permitem dizer que é preciso cumprimentar o presidente Macky Sall por sua reeleição", declarou o chefe de governo, segundo quem o mandatário teve "pelo menos 57%" dos votos.

A declaração de Dionne, por volta da meia-noite local (21h de Brasília), motivou as aclamações dos militantes reunidos na sede da coalizão presidencial em Dacar. Macky Sall não se pronunciou.

Os resultados oficiais das comissões de apuração serão divulfados em cada departamento antes do meio-dia de terça-feira e depois , a Comissão Nacional vai anunciá-los em nível nacional no mais tardar à meia-noite de sexta-feira.

Se for necessário, o segundo turno será celebrado em 24 de março.

Além de Sall, disputam estas eleições quatro candidatos: o inspetor fiscal que virou deputado Ousman Sonko (de 44 anos); o ex-premiê Idrissa Seck (59); o deputado Issa Sall (63), procedente da irmandade Tijaniyya; e o ex-ministro Madické Niang (65).

Internacional