PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Sobe para 326 o número desertores das forças armadas venezuelanas na Colômbia

Militares venezuelanos impedem a circulação de pessoas e veículos na fronteira com Pacaraima (RR) - Ricardo Moraes / Reuters
Militares venezuelanos impedem a circulação de pessoas e veículos na fronteira com Pacaraima (RR) Imagem: Ricardo Moraes / Reuters

26/02/2019 14h33

Subiu para 326 o número dos membros das forças armadas da Venezuela que desertaram e cruzaram para a Colômbia desde sábado, informou nesta terça-feira a autoridade migratória nacional.

A maioria chegou pelo departamento do Norte de Santander, seguido por Arauca, Guajira, indicou a Migração Colômbia em um comunicado.

O diretor da entidade, Christian Krüger, disse que a polícia e os militares fogem da ditadura de Nicolás Maduro em busca de comida diante da "escassez, da situação política e da pressão dos 'coletivos'", como são conhecidos os grupos armados relacionados ao chavismo.

Krüger acrescentou que alguns uniformizados chegam trazendo suas armas e a família.

Desde sábado, a AFP confirmou a chegada de pelo menos 20 desertores a Cúcuta.

Nenhum armado ou com altas patentes. O funcionário disse que a Colômbia avalia o histórico de cada uma dessas pessoas, cujos nomes e patentes são desconhecidos.

Enquanto isso, eles recebem um salvo-conduto temporário.

Internacional