PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ministro polonês dos Esportes é candidato europeu à presidência da Wada

27/02/2019 15h40

Estrasburgo, França, 27 Fev 2019 (AFP) - O ministro dos Esportes da Polônia, Witold Banka, foi oficialmente nomeado nesta quarta-feira candidato à presidência da Agência Mundial Antidoping (Wada), anunciou o Conselho da Europa, encarregado da escolha do candidato.

"O comitê de ministros do Conselho da Europa aprovou a nomeação de Witold Banka como único candidato europeu ao cargo de presidente" da Wada, informou a entidade europeia em nota.

Banka, 34 anos, é um ex-velocista dos 400 metros.

Sob a promessa de manter a união entre os governantes e o movimento esportivo, os dois pilares da Wada, Banka conseguiu uma larga vantagem (28 votos) sobre a concorrente norueguesa, a vice-presidente da Wada Linda Helleland (16 votos). A terceira colocação na votação ficou com o ministro belga dos Esportes, Philippe Muyters (5 votos).

Em seu programa, Banka propõe, entre outras coisas, criar um fundo de solidariedade independente da Wada para reforçar os sistemas antidoping nos países em que são mais frágeis.

Desta forma, defende o desenvolvimento de laboratórios de análises credenciados pela Wada, para equilibrar sua repartição geográfica. Atualmente estão amplamente concentrados na Europa.

Na disputa pela presidência da Wada, Banka enfrentará o dominicano Marcos Díaz, membro do Comitê Executivo da entidade.

De acordo com o calendário publicado pela Wada, o futuro presidente da entidade, que substituirá no cargo o britânico Craig Reedie, deverá ser eleito em maio, ou seja, há tempo para o surgimento de outros candidatos. A Wada se rege segundo um princípio de presidência alternativa entre o movimento olímpico e os países.

dsa/jlc/am

Internacional