PUBLICIDADE
Topo

Internacional

EUA e talibãs fazem uma pausa nas negociações sobre o Afeganistão

28/02/2019 09h53

Doha, 28 Fev 2019 (AFP) - Os Estados Unidos e os talibãs decidiram fazer uma pausa de dois dias nas negociações que têm o objetivo de acabar com o conflito no Afeganistão, anunciou um comunicado conjunto divulgado nesta quinta-feira.

"Os dois lados usarão os próximos dois dias para consultas internas com o objetivo de se ver novamente no sábado", tuitou o emissário americano Zalmay Khalilzad.

"As duas equipes de negociação concordaram em fazer uma pausa hoje e amanhã para consultas", disse o porta-voz do Talibã, Zabiullah Mujahid.

"Estamos nos movendo devagar e com firmeza em direção ao entendimento e, por fim, à paz", escreveu ainda Khalilzad.

Na segunda-feira, Khalilzad se reuniu com o principal líder político talibã, Mulá Abdul Ghani Baradar, cofundador do movimento fundamentalista.

Baradar é ligado ao chefe dos talibãs, Mulá Haibatullah Akhundzada.

Esse foi o encontro de mais alto nível entre os dois lados desde o início dos recentes esforços de paz no Afeganistão.

A presença de Baradar pela primeira vez na mesa de negociações cria expectativas.

Baradar é considerado um líder influente e com amplo apoio entre as diferentes facções talibãs.

O governo de Cabul, no entanto, continua expressando seu descontentamento em ser mantido fora dessas negociações.

Durante os seis dias consecutivos de negociações no final de janeiro, os Estados Unidos e o Talibã chegaram a "esboço de acordo", centrado na promessa dos talibãs de impedir que o Afeganistão seja usado como base para realizar ataques a países estrangeiros, mas sem um calendário para a retirada das tropas dos Estados Unidos ou um cessar-fogo.

bur-ds-lab/jf/jhd/zm/erl/cn

Internacional