PUBLICIDADE
Topo

Norwegian 'enviará fatura' para Boeing por imobilização dos 737 MAX

13/03/2019 07h25

Oslo, 13 Mar 2019 (AFP) - A companhia de baixo custo Norwegian Air Shuttle, que decidiu manter seus 18 aparelhos Boeing 737 MAX 8 em terra, exigirá indenizações financeiras do construtor americano - declarou um porta-voz da empresa nesta quarta-feira (13).

Terceira companhia de baixo custo na Europa, mergulhada em uma difícil situação econômica, a Norwegian anulou 19 trajetos nesta quarta-feira (13), após anunciar ontem a suspensão dos voos de seus Boeings 737 MAX 8, mesmo tipo de avião que caiu no domingo, na Etiópia, causando a morte de seus 157 ocupantes.

"Vamos enviar a fatura total para a Boeing", afirmou Lasse Sandaker-Nielsen, no site de notícias de economia www.e24.no.

"A Norwegian não deve ser penalizada economicamente porque um avião totalmente novo não pode voar", afirmou.

A companhia norueguesa "não deve sofrer financeiramente com esta situação", acrescentou o porta-voz, questionado pela AFP.

A queda do Boeing 737 MAX 8 da Ethiopian Airlines aconteceu no domingo, perto de Adis Abeba, pouco mais de quatro meses depois de outra similar de um avião da Lion Air, na Indonésia. Levou a União Europeia e outros países a fechar seu espaço aéreo para este modelo de aeronave.

Várias companhias também decidiram proibir os voos com aviões deste modelo, assim como de outros da mesma série.

Desde o início da semana, a ação da Norwegian caiu 10% na Bolsa de Oslo.

phy/gab/phv/me/zm/erl/tt

BOEING

NORWEGIAN AIR SHUTTLE