PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Chefe de gabinete de Guaidó foi detido acusado de "terrorismo"

21/03/2019 18h27

Caracas, 21 Mar 2019 (AFP) - Roberto Marrero, chefe de gabinete do líder opositor venezuelano Juan Guaidó, foi detido acusado de integrar uma "cédula terrorista" que planejava ataques, informou nesta quinta-feira o ministro do Interior e Justiça da Venezuela, general Néstor Reverol.

Marrero "é o responsável direto pela organização desses grupos criminosos, de quem foi apreendido um lote de armas de guerra e divisas estrangeiras em espécie durante uma ação de busca realizada em sua residência", disse Reverol, ao anunciar o desmantelamento de uma "célula terrorista".

mbj-axm/mis/lb/cc

Internacional