PUBLICIDADE
Topo

Internacional

'Se o opressor se aproximar, vou socá-lo na boca', diz governador de Porto Rico sobre Trump

2.jan.2017 - O novo governador de Porto Rico, Ricardo Rossello, discursa após cerimônia de posse em San Juan - Alvin Baez/Reuters
2.jan.2017 - O novo governador de Porto Rico, Ricardo Rossello, discursa após cerimônia de posse em San Juan Imagem: Alvin Baez/Reuters

28/03/2019 20h35

O governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, ameaçou dar um soco na boca do presidente Donald Trump ao comentar a resistência do governo federal em liberar mais fundos para a reconstrução de seu Estado, devastado por dois furacões.

"Seria um erro confundir cortesia com (falta) de coragem (...). Se o opressor se aproximar, vou socá-lo na boca", disse Rosselló nesta quinta-feira em entrevista à CNN.

Rosselló comentava um desencontro que, segundo a CNN, ocorreu na quarta-feira em Washington entre assessores do governador e funcionários da Casa Branca, que supostamente se negaram a facilitar uma reunião com Trump para discutir os esforços de reconstrução.

"Ele nos trata como cidadãos de segunda classe", disse Rosselló sobre Trump em trechos da entrevista divulgados nesta quinta-feira.

Dias após o furacão Maria, em 2017, quando o número de mortos ainda estava em 16, Trump minimizou a importância da tragédia.

Um ano depois, quando o número de vítimas foi revisado para 3 mil mortos, Trump considerou a avaliação exagerada.

Nesta quinta-feira, o presidente disse que "Porto Rico recebeu mais cuidados de parte de Donald Trump de que qualquer outro ser humano".

Trump destacou que entregou 91 bilhões de dólares a Porto Rico, dinheiro que Rosselló e a prefeita de San Juan, Carmen Yulín Cruz, não souberam aproveitar. "Eles não sabem como gastar o dinheiro".

Internacional