Topo

Enviado especial da ONU pede recursos urgentes para migração venezuelana

2019-04-25T17:26:00

25/04/2019 17h26

Bogotá, 25 Abr 2019 (AFP) - O enviado especial da ONU para os refugiados e migrantes venezuelanos, Eduardo Stein, pediu nesta quinta-feira recursos urgentes para atender o êxodo de pessoas que fogem da crise da Venezuela para outros países latino-americanos.

"A região não estava preparada para uma crise dessas dimensões (...), portanto é necessário, com toda a urgência, uma cooperação internacional maior do que a que estamos recebendo", disse Stein em uma declaração à imprensa em Bogotá.

O representante especial conjunto do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) e da Organização Internacional para as Migrações (OIM) garantiu que os recursos da cooperação internacional e dos países receptores são insuficientes para enfrentar a magnitude do êxodo.

"O dinheiro que pudemos recolher dos doadores (...) poderá parecer, para outras crises parecidas, uma grande quantidade de dinheiro, mas para o tamanho desta crise é insuficiente", explicou ao fim de uma reunião com o chanceler colombiano, Carlos Holmes Trujillo.

O ex-vice-presidente guatemalteco garantiu que recolheu apenas 20% dos 738 milhões de dólares aprovados em dezembro em Genebra destinados a distintas agências das Nações Unidas encarregadas de fazer frente à onda migratória.

Stein afirmou que diariamente cerca de 5.000 venezuelanos abandonam seu país, então se prevê que até o fim de 2019 cinco milhões de pessoas tenham deixado a Venezuela nos últimos anos. Até agora, quase três milhões de venezuelanos deixaram seu país desde 2015, segundo a ONU.

lv/raa/gv/ll/db

Mais Internacional