Topo

Tribunal de apelação confirma pena de morte para "viúva negra" no Japão

2019-05-24T06:02:00

24/05/2019 06h02

Tóquio, 24 Mai 2019 (AFP) - Um tribunal japonês de apelações confirmou nesta sexta-feira a pena de morte para a mulher conhecida como "viúva negra", que usava cianureto para matar os companheiros ricos e idosos com o objetivo de embolsar milhões em heranças e seguros de de vida.

O Tribunal Supremo de Osaka rejeitou a apelação de Chisako Kakehi, de 72 anos, que solicitava a revogação da pena de morte por enforcamento pelo assassinato de três homens e tentativa de assassinato de outro, um caso que provocou um grande choque no Japão.

Kakehi se tornou famosa por usar veneno para matar os homens com os quais tinha relacionamentos, o que rendeu comparações com a aranha que mata os companheiros depois da cópula.

O tribunal rejeitou a apelação dos advogados de defesa, anunciou um porta-voz do Judiciário.

Os advogados apresentaram uma apelação final, informou a agência Jiji Press.

A septuagenária matava os amantes depois que eles a designavam como herdeira de seus patrimônios.

Em mais de uma década ela reuniu uma fortuna de um bilhão de ienes (8,7 milhões de dólares), graças aos seguros de vida de seus cônjuges e e ao herdar os bens imobiliários e depósitos bancários.

kh-ric/mtp/al/fp

Mais Internacional