Topo

Washington vende armas para Riad por ameaça iraniana, apesar da hostilidade do Congresso

24/05/2019 22h21

Washington, 25 Mai 2019 (AFP) - O governo americano anunciou nesta sexta-feira a venda de armas à Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Jordânia para "desestimular uma agressão iraniana", uma decisão que foi tomada sem passar por um Congresso cada vez mais descontente com a atitude de Riad.

O chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo, informou que o governo recorreu a um procedimento de emergência para desbloquear 22 contratos de armamento, no valor de 8,1 bilhões de dólares.

"Essas vendas apoiarão nossos aliados, aumentarão a estabilidade no Oriente Médio e ajudarão essas nações a dissuadir e defender-se ante a República Islâmica do Irã", disse Pompeo num comunicado, prometendo que não voltará a recorrer a esse procedimento polêmico.

Essa venda de armas ocorre depois de Trump vetar uma medida do Congresso para que os Estados Unidos deixe de apoiar a guerra liderada desde 2015 pelos sauditas no Iêmen contra os rebeldes huties apoiados por Teeerã, inimigo comum de Riad e Washington.

sct/sst/ad/gma/ll/lda/lca

Mais Internacional