Topo

Nova onda de detenções na Turquia relacionada com golpe frustrado

2019-06-18T09:11:00

18/06/2019 09h11

Ancara, 18 Jun 2019 (AFP) - As autoridades turcas anunciaram a detenção de 28 pessoas nesta terça-feira e estavam em busca de outras dezenas em todo o país, no âmbito das investigações contra partidários do clérigo Fetullah Gulen, acusado de estimular o golpe frustrado de 2016, informou a agência estatal Anadolu.

As Promotorias de Izmir (oeste) e Konya (centro) emitiram ordens de detenção contra diversas pessoas, que incluem integrantes das Forças Armadas, civis e funcionários públicos.

Até o momento 28 pessoas foram detidas.

Gülen, exilado nos Estados Unidos há 20 anos, é considerado por Ancara o cérebro do golpe de Estado fracassado de 15 de julho de 2016, algo que ele nega categoricamente.

A Turquia considera o movimento do clérigo um grupo terrorista, mas seus integrantes afirmam que a organização é pacífica, com a meta de promover a educação e um islã moderado.

Desde o golpe de Estado frustrado, as autoridades perseguem de modo incessante os partidários do religioso, com expurgos sem precedentes na história moderna do país. Mais de 50.000 pessoas foram detidas desde então e 140.000 demitidas ou suspensas de seus cargos.

lsb/ezz/bg/cr/me/al/fp

Mais Internacional