Topo

México pede mais apoio da ONU para conter migração centro-americana

2019-06-19T15:04:00

19/06/2019 15h04

Nações Unidas, Estados Unidos, 19 Jun 2019 (AFP) - O chanceler do México pediu nesta quarta-feira (19) ao secretário-geral da ONU mais apoio ao plano para desenvolver a América Central e assim conter a migração irregular originada pela pobreza e pela insegurança.

Após se reunir com António Guterres na sede da ONU, o chanceler Marcelo Ebrard explicou que pediu a designação de um enviado especial para que coordene o trabalho no terreno das 14 agências da ONU que já trabalham no México e na América Central.

A migração "é um problema multilateral e consequentemente é necessário que haja uma maior participação do sistema das Nações Unidas" na "etapa da ação no terreno", informou a jornalistas o embaixador mexicano na ONU, Juan Ramón de la Fuente, também presente na reunião.

A reunião com Guterres foi "muito exitosa", disse o chanceler. "Não estamos pedindo a presença da ONU na fronteira", esclareceu.

O porta-voz de Guterres disse que "o sistema da ONU esteve muito envolvido em apoiar o México em um momento em que um grande número de refugiados e migrantes cruza seu território", e que será divulgado um comunicado sobre a reunião possivelmente nesta quinta-feira.

lbc/lp/cc/mvv

Mais Internacional