Topo

Agência da ONU para refugiados palestinos arrecada US$ 110 milhões

2019-06-25T17:46:00

25/06/2019 17h46

Nações Unidas, Estados Unidos, 25 Jun 2019 (AFP) - O secretário-geral da ONU, António Guterres, exortou nesta terça-feira (25) os membros das Nações Unidas a continuar financiando a Agência para os Refugiados palestinos (UNRWA), durante uma conferência de doadores que permitiu arrecadar 110 milhões de dólares para esta entidade da organização internacional.

"Hoje, peço humildemente a todos os doadores que mantenham seu apoio à UNRWA no nível do ano passado", disse Guterres.

"Sabemos o que está em jogo: educação para meio milhão de crianças, oito milhões de exames médicos por ano, ajuda de urgência para um milhão e meio" de pessoas.

"Só em Gaza, um milhão de refugiados palestinos dependem da UNRWA para se alimentar", acrescentou o secretário-geral.

Segundo o comissário geral da UNRWA, Pierre Krähenbühl, os países se comprometeram nesta terça-feira a entregar "mais de 110 milhões de dólares" à agência.

Em comparação com os 39 a 40 milhões de dólares obtidos no ano passado na mesma conferência, "é uma cifra muito boa", comemorou Krähenbühl diante dos jornalistas.

Consultado sobre as contribuições dos países do Golfo Pérsico, o comissário geral da UNRWA não detalhou as cifras, mas assegurou que tinham expressado "um apoio muito forte" à agência.

A conferência foi realizada em Nova York, ao mesmo tempo em que os Estados Unidos apresentavam no Bahrein, país insular do Golfo Pérsico, os detalhes de um plano de paaz que pretende arrecadar 50 bilhões de dólares em investimentos internacionais para os territórios palestinos e países árabes vizinhos em dez anos.

Washington interrompeu há mais de um ano seus aportes anuais - US$ 300 milhões - à UNRWA e disse que esta agência deveria ser desmontada por considerá-la injustificada e ineficiente, após 70 anos de conflito árabe-israelense.

Para 2019, a UNRWA apresentou um orçamento de 1,2 bilhão de dólares, o mesmo montante do ano passado. "Cada ano é um desafio" e "precisamos de mais dinheiro" que os 110 milhões prometidos, mas o resultado da conferência é "um passo importante" para cobrir os gastos da UNRWA, disse Krähenbühl.

A agência tentará obter novos recursos em setembro durante a abertura da Assembleia Geral anual da ONU, informou um encarregado.

Fundada em 1949, a Agência das Nações Unidas para a população refugiada palestina no Oriente Próximo, seu nome oficial, fornece serviços educativos e sanitários a cinco milhões de palestinos em Jordânia, Líbano, Síria e Faixa de Gaza e Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental.

Mais Internacional