Topo

FBI investiga mais de mil casos de roubo de propriedade intelectual ligados à China

23/07/2019 16h01

Washington, 23 Jul 2019 (AFP) - O FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, tem cerca de mil investigações abertas sobre roubo de propriedade intelectual, e a grande maioria envolve a China, disse nesta terça-feira (23) o diretor da agência, Christopher Wray.

"Não existe, agora, outro país que represente uma ameaça mais severa de contra-inteligência (para os Estados Unidos) que a China", disse Wray à Comissão Judicial do Senado.

"Provavelmente, neste momento temos mais de mil investigações em todo o país que envolvem tentativas de roubo de propriedade intelectual americana (...), quase todos ligados à China", disse.

As prisões de pessoas envolvidas em operações chinesas de espionagem empresarial, ou para obter informações sigilosas de defesa, tiveram um aumento marcante em anos recentes.

De acordo com Washington, o problema se agravou desde que Pequim implementou o "Thousand Talents" ("Mil Talentos"), que oferece prêmios em dinheiro a profissionais chineses no exterior que fizerem tecnologia avançada à China.

Esta preocupação levou à restrição a vistos de entrada nos EUA a pesquisadores chineses.

"É uma ameaça profunda, diversa e irritante", acrescentou Wray. "Não se confundam, trata-se de uma alta prioridade para todos nós".

Mais Internacional