PUBLICIDADE
Topo

Talibãs e governo afegão podem começar negociações diretas em 15 dias

27/07/2019 13h22

Cabul, 27 Jul 2019 (AFP) - O governo afegão e o Talibã podem entrar em negociações diretas dentro de duas semanas para tentar acabar com o conflito, informou neste sábado um ministro afegão.

Até à data, os talibãs recusavam-se firmemente a discutir com o governo do presidente Ashraf Ghani, a quem consideram ilegítimo, exceto por uma recente reunião em que representantes do Executivo participaram "a título pessoal".

"Estamos nos preparando para negociações diretas. O governo será representado por uma delegação de 15 pessoas", disse Abdul Salam Rahimi, ministro para as Negociações e próximo ao presidente Ghani.

"Trabalhamos com todas as partes e esperamos pela primeira reunião nas próximas duas semanas em um país europeu", acrescentou.

A Alemanha e a Noruega desempenharam um papel de protagonismo em iniciativas recentes para desbloquear o diálogo.

O Talibã ainda não reagiu a essas declarações.

O emissário americano Zalmay Khalilzad está atualmente em Cabul e na semana que vem planeja viajar para Doha pela oitava rodada de negociações diretas com o Talibã.

Ambos os adversários dizem que estão fazendo progressos para acabar com 18 anos de presença militar dos EUA no Afeganistão, mas o envolvimento do governo afegão é necessário para o acordo final.

emh-wat/kaf/mba/sg/jz/mar

/mr

Internacional