Topo

Forças do regime sírio entram em cidade-chave do noroeste do país

18/08/2019 17h24

Beirute, 18 Ago 2019 (AFP) - Forças do regime sírio entraram neste domingo (18) em uma cidade-chave do noroeste do país em meio a intensos confrontos com jihadistas e seus aliados rebeldes, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"As forças do regime entraram na cidade de Khan Sheikhun pela primeira vez desde 2014", reportou Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH.

A maior parte da província de Idlib e partes das províncias vizinhas de Aleppo, Hama e Latakia ainda escapam do controle do regime de Bashar al Assad oito anos depois do começo da guerra.

A região de Idlib, dominada pelo grupo extremista Hayat Tahrir al-Sham (HTS, antigo braço sírio da al-Qaeda) e base de alguns grupos rebeldes, tem sido alvo desde o fim de abril de bombardeios quase diários por parte do regime e seu aliado russo.

Nos últimos dias, as forças pró-governamentais, apoiadas pela força aérea russa, haviam chegado às portas de Khan Sheikhun, que fica em uma importante rodovia que atravessa Idlib e liga Damasco a Aleppo, duas cidades sob controle governamental.

"As forças do regime avançaram nos bairros do noroeste da cidade e tomaram o controle de vários edifícios, mas continuam os confrontos violentos", acrescentou Rami Abdel Rahman.

Os combatentes jihadistas e rebeldes "resistiram ferozmente" às forças governamentais e "recorreram a ataques suicidas" para repelir seu avanço, disse o diretor da ONG, que tem uma extensa rede de informantes na Síria.

Khan Sheikhun - hoje quase sem moradores - abrigava 100.000 pessoas antes do começo da atual escalada militar.

Desde o final de abril, pelo menos 1.400 combatentes jihadistas e rebeldes e mais de 1.200 combatentes pró-regime morreram em confrontos em Idlib, segundo a ONG.

Mais Notícias